Dedicação à conformidade

A NETSCOUT está empenhada em cumprir plenamente todas as leis, regulamentações e outras obrigações vigentes relacionadas aos nossos produtos e às nossas operações.

Minérios extraídos em zona de conflito

Conforme definido pela legislação norte-americana, "minérios extraídos em zona de conflito" incluem tântalo, estanho, tungstênio e ouro, que são derivados dos minerais cassiterita, columbita-tantalita e volframita, respectivamente. Os derivados desses minerais são chamados 3TG. Estes minerais são comumente usados em produtos eletrônicos. Algumas das operações de mineração que envolvem esses minerais na República Democrática do Congo e nos países vizinhos são controladas por milícias beligerantes, que podem estar financiando conflitos armados com lucros da venda desses minerais. Este conflito em curso está ligado a violações dos direitos humanos, abusos trabalhistas e degradação ambiental.

It is Netscout’s goal to use 3TG in our products that do not directly or indirectly finance or benefit armed groups in the region and to ensure the responsible supply chain management of 3TG from conflict-affected and high-risk areas.

In support of this policy, Netscout will:

  • Criar processos para identificar e avaliar o risco de 3TG na cadeia de suprimentos, e responder aos riscos de acordo com a respectiva orientação do setor, incluindo a Diretriz de Due Diligence da OECD para Cadeias de Suprimentos Responsáveis de Minerais Provenientes de Áreas de Conflitos e Áreas de Alto Risco.
  • Esperar que nossos fornecedores se comprometam com a aquisição responsável de minerais, incluindo a elaboração de uma política para razoavelmente assegurar que qualquer 3TG nos produtos fabricados por eles não financie ou beneficie direta ou indiretamente grupos armados na região.
  • Informar os resultados da nossa avaliação de riscos e das nossas atividades de due diligence, conforme apropriado.

Você pode visualizar o formulário de Divulgação especializada (Specialized Disclosure, SD) da CVM da NETSCOUT e o relatório sobre minérios extraídos em zona de conflito para o ano-calendário 2018 (PDF) aqui.

Dúvidas ou preocupações relacionadas a minérios extraídos em zona de conflito?

Netscout has established a mechanism by which customers, employees, and other interested parties may provide or request information relevant to the Company’s Conflict Minerals Management Program (CMMP) and report any grievances with respect to Conflict Minerals issues in general.

To provide or request any such information, or make any such report, please contact Netscout's CMMP Coordinator via email at [email protected].

Escravidão e tráfico de seres humanos

In accordance with applicable legal requirements including the California Transparency in Supply Chains Act of 2010 and the UK Modern Slavery Act, Netscout has taken steps to ensure that slavery and human trafficking is not taking place in any of its supply chains or in any part of its own business.

Netscout’s Group Structure, Business, and Supply Chains

A empresa projeta, desenvolve, fabrica (ou terceiriza a fabricação), comercializa, licencia, vende e oferece suporte a soluções de gestão de desempenho de rede e de aplicativos, e de garantia de serviço, voltadas para assegurar a qualidade, o desempenho e a disponibilidade da prestação de serviços para ambientes grandes, exigentes e complexos ambientes de entrega de serviços baseados em IP. A empresa fabrica, ou terceiriza a manufatura, e comercializa esses produtos em soluções integradas de hardware e software que são usadas por empresas comerciais, grandes agências governamentais e provedores de serviços de telecomunicações em todo o mundo.

Processos de due diligence da empresa em relação à escravidão e ao tráfico de seres humanos

Netscout conducts its own business in compliance with applicable laws regarding slavery and human trafficking in the countries in which we conduct our business. Netscout has implemented the policy and process described below to ensure that slavery and human trafficking is not taking place in any part of our own business or in any of our supply chains.

Netscout Labor Practices

Netscout acknowledges the unfortunate fact that in many countries, child and forced labor practices continue to be a pervasive problem. While Netscout appreciates cultural differences, the company does not, in any circumstance, condone the exploitation of any child, child labor or forced labor in any of its global operations. Mais detalhes podem ser encontrados em nossa Declaração sobre Trabalho Infantil e Trabalho Forçado.

Netscout has implemented the policy and process described below to ensure that slavery and human trafficking is not taking place in any of our supply chains.

  1. Netscout has established a Vendor Code of Conduct that requires all direct suppliers to certify that they comply with all laws regarding slavery and human trafficking in the countries in which they do business. Netscout does not employ a third party for verification.
  2. Netscout does not perform, or use third parties to perform, audits of our suppliers to evaluate supplier compliance with laws and standards regarding slavery and human trafficking. Iremos, no entanto, considerar auditorias ou verificações de terceiros para fornecedores diretos, se determinarmos que eles são de alto risco.
  3. Netscout requires that its direct suppliers certify that materials incorporated into their products comply with the laws regarding slavery and human trafficking in the countries in which they are doing business.
  4. Netscout supply chain personnel are responsible for obtaining the above certifications from our direct suppliers. Netscout may terminate suppliers for failure to comply with laws and standards regarding slavery and human trafficking. Netscout personnel who fail to obtain the above certifications from Netscout’s direct suppliers may face internal disciplinary measures.
  5. Netscout provides training regarding the eradication of slavery and human trafficking to Netscout employees and management who have direct responsibility for supply chain management.

Limitações

Limitações inerentes são subjacentes à due diligence desta declaração. The Company’s supply chain is complex, and there are many third parties in the supply chain between the ultimate manufacture and/or assembly of Netscout products and the original sources of materials, components, and parts. No esforço de assegurar que a escravidão e o tráfico de seres humanos não ocorram em nenhuma de suas cadeias de suprimentos, a empresa deve, portanto, confiar nas informações fornecidas por seus fornecedores. Tais informações podem estar incorretas, incompletas ou sujeitas a outras irregularidades além do controle da empresa.

Substâncias restritas

Netscout ensures that our products comply with all applicable requirements related to restricted and hazardous substances, including the following:

  • Diretiva RoHS
    • A diretiva revisada RoHS 2011/65/EU da UE foi publicada no jornal oficial da União Europeia em 7 de janeiro de 2011. Embora seja também considerada uma diretiva para "reformulação", é mais comumente conhecida como a "diretiva RoHS II". A diretiva RoHS proíbe o uso de determinadas substâncias perigosas (como chumbo, mercúrio, cádmio, cromo hexavalente e alguns retardantes de chama polibromados) em equipamentos elétricos e eletrônicos (EEE). 
    • Os produtos NETSCOUT disponíveis no mercado na UE não contêm nenhuma substância restrita em concentrações e aplicações não permitidas pela diretiva RoHS II.
  • Diretiva WEEE
    • A diretiva revisada relativa aos WEEE foi publicada no jornal oficial da União Europeia em 24 de julho de 2012. A nova legislação é frequentemente denominada "Diretiva de reformulação WEEE". A diretiva WEEE estabelece as responsabilidades financeiras e outras responsabilidades dos fabricantes de EEE em relação à coleta e à reciclagem de resíduos de uma ampla gama de EEE no fim da sua vida útil.
    • Take back and recycling services are offered for Netscout products in certain countries. If you have purchased Netscout products in the EU after 13 de agosto de 2005 and are intending to discard these products at the end of their useful life, please do not dispose of them with your other household or municipal waste. Rotulamos os nossos produtos com a etiqueta de WEEE (símbolo de contentor de lixo riscado) para alertar os nossos clientes de que os produtos que ostentam esta etiqueta não devem ser eliminados em um aterro sanitário nem em resíduos municipais ou domésticos na UE. Instead, please be aware that we’ve developed a take-back program for proper disposal of Netscout products at reputable recycling centers.
    • Se seu produto tiver o símbolo de lixeira riscado, ele poderá ser abrangido por um programa que permite a você devolver-nos o produto residual para tratamento, recuperação e descarte adequados. Verifique os termos do seu contrato de licença de usuário final (enviado com o produto) para ver se você é elegível para o nosso programa de devolução. The Netscout take-back program applies to all products sold to European Union (EU) Member States. All returned Netscout products must have a Returned Material Authorization (RMA) number assigned.
    • Se você não está localizado em um dos países da União Europeia, ou se você comprou o produto antes de 13 de agosto de 2005, você ainda é responsável pelo descarte adequado do produto através de um processador de materiais perigosos licenciado e respeitável.
    • For instructions on how to receive an RMA number and return your waste electrical product to Netscout for treatment and proper disposal, please email [email protected].
  • REACH – Regulamentação da UE (CE) n° 1907/2006 relativa ao registro, à avaliação, à autorização e à restrição de produtos químicos (Registration, Evaluation, Authorization and Restriction of Chemicals, REACH), 18 de dezembro de 2008, que exige que a indústria seja responsável pela manufatura e pelo uso seguro de produtos químicos, visando garantir que informações suficientes sejam comunicadas na cadeia de suprimentos para permitir a utilização segura dos artigos.
  • China RoHS – Legislação intitulada "Métodos de gestão para a restrição da utilização de substâncias perigosas em produtos elétricos e eletrônicos", publicada pelo Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China (Ministry of Industry and Information Technology, "MIIT") em 21 de janeiro de 2016, que estabelece restrições de conteúdo para seis substâncias e requisitos de rotulagem relacionados.
  • Diretiva da UE sobre baterias– A Diretiva 2006/66/CE relativa a baterias e acumuladores, e aos resíduos de baterias e de acumuladores, ou a Diretiva da UE sobre baterias, têm por objetivo minimizar o impacto negativo das baterias no meio ambiente e melhorar o seu desempenho ambiental geral. Ela restringe o uso de alguns materiais em baterias (particularmente mercúrio e cádmio) e encarrega os Estados-Membros a incentivar o desenvolvimento de melhorias no desempenho ambiental das baterias e a colocação em funcionamento de sistemas de coleta de bateria.
  • Diretiva relativa à embalagem da UE – A Diretiva 2004/12/CE para embalagens e resíduos de embalagens (Packaging and Packaging Waste Directive, PPWD) impõe requisitos às empresas que vendem embalagens e mercadorias embaladas na Europa.
  • Proposta do Estado da Califórnia (EUA) 65 – Em 1986, os eleitores da Califórnia aprovaram uma iniciativa para abordar suas preocupações crescentes sobre a exposição a produtos químicos tóxicos. Essa iniciativa tornou-se a lei para água potável e contra tóxicos de 1986, mais conhecida pelo seu nome original de Proposta 65. A Proposta 65 requer que o estado publique uma lista de produtos químicos conhecidos por causar câncer, defeitos congênitos ou outros danos reprodutivos. Esta lista, que deve ser atualizada pelo menos uma vez por ano, foi expandida para incluir aproximadamente 800 produtos químicos desde que foi publicada pela primeira vez, em 1987. A Proposta 65 requer que as empresas notifiquem os californianos sobre quantidades significativas de produtos químicos nos produtos que compram, em suas casas ou locais de trabalho, ou que são liberados no ambiente.